Desabafo VIII

   A realidade é que o amor inexiste pra mim. Amor de mulher, amor de amantes. Amantes... As poucas que tive me deixaram uma marca tão profunda e tão única que eu talvez esteja com um fortíssimo trauma. Ou então eu sempre tive isso, mas agora que despertou. Ou eu simplesmente cresci e vi que sim, existem coisas mais importantes que isso, no fim das contas.

   As pessoas que me rodeiam colocam os relacionamentos em pedestais. Seus amantes são a maior fonte de problemas e felicidades que eles possuem. É estranho quando eles me contam, e eu não sei o que falar. Não há experiências a serem partilhadas, e eu posso acabar falando uma besteira. Eu fico quieto no meu canto esperando o tempo passar.

   No meu caso extremamente particular, não houveram finais felizes: Tudo foi uma grande sucessão de acontecimentos inconvenientes e no final aqui estou, criticando algo que nunca provei. Dezoito anos não foram suficientes para encontrar aquele amor... Eu não vou deixar de esperar, e até procuro pela pessoa, mas confesso que as vezes bate um enorme desânimo.

   Por que? Simples, ora: Nada na minha vida amorosa faz sentido e isso me irrita. Eu sou uma pessoa que é apaixonada por significados, pela lógica e pelo raciocínio. Se algo foge dessas três coisas, esse algo me irrita. Os motivos pelos quais minhas amantes me largaram são tão oblíquos que foram necessário quase um ano pra que eu pensasse "É verdade, eu estou falando de lógicas femininas". Faz sentido. Pra elas, mas faz.

   Enfim, no final das contas eu sou um ranzinza que reclama do amor por puro recalque. Eu bem que queria ter um bem grandão, estilo cinema. Mas me contento com o que me oferecem.

   Dezoito anos sem muito amor, mas muito feliz, obrigado.

5 Comentários:

Allan Borba

Bela escrita, rapaz. hahahaha

Situação complicada mas acho que isso é um amor ou uma paixão: Brega, sem sentido e doloroso. Mas nesse caso não acredito que sejam defeitos. Mas pelo menos o senhor consegue se desprender desse "desejo" até que você encontre. Isso é um atributo que eu gostaria de compartilhar com vossa senhoria.

É nós, truta!

­Nanda

Hey, ficou ótimo seu texto!
E num desiste mesmo não, porque é muito gostoso ter um amor e o começo é melhor ainda, então num deixe de procurar nunca, sempre vale a pena, pelo menos pelo comecinho doce que sempre se tem!
Mas também não se deixa levar por algo que possa parecer um grande amor, mantenha um pé pelo menos no chão sempre, pra tentar ver de fora, porq a decepção que muitos "amores" trazem é dolorosa e doce ao mesmo tempo, pelo menos sabe que amou, mas dói pra valer, então ame muuuito, mas mantenha um pé no chão, ou pelo menos um dedinho que seja! kkk

Beeijos

Jessica

Realmente, adorei seu texto!

Situação dificil, como eu já sei.. e já te expliquei. Um dia tu vai encontrar, você so tem que saber esperar, nao desanima! *-* [/bonfim

Thiago Ganon

Amor existe para aqueles que acreditam, recíproco ou não, saudável ou não. Sua hora vai chegar, como a de todo mundo, apenas não deixe escapar.

Abraço!

Daniella

Ao que me parece, você só expõe ilusões. Afinal, você fala e fala de algo que nunca vivenciou.

A vida é essa merda mesmo! Mas um dia fica fedendo de verdade, porque acaba acontecendo com a gente!

Nunca deixe de sonhar!

Postar um comentário

Return top